Sexta, 23 de Junho de 2017 | TELEVENDAS: (11) 3256-4444 Busca
INSTITUCIONAL
Quem somos
Entre em contato
Seja nosso autor
CATÁLOGO
Brasileiros
Estrangeiros
Interesse Geral
Infanto-Juvenil
Jardim dos Livros
LIVROS
Por Título
Por Autor
Lista de Preços
ACONTECE
Links
Fotos
Eventos
Leio Geração
IMPRENSA
Release
Geração na Mídia
Banco de Imagens
DOWNLOADS
E-books
Wallpaper
PONTOS DE VENDA
Livrarias/Distribuidores
Cadastro
 
Busca     
Só os Idiotas são Felizes
Uma “bordoada” bem escrita e divertida, com o estilo próprio e perturbador de Ailin Aleixo.

Segundo pesquisas, 56% da população mundial é composta por mulheres. Mas apesar de serem maioria na terra, elas são minoria na literatura adulta. Minoria escandalosa, diga-se de passagem. Pode contar: temos Platão, Plutarco, Stendhal, Veríssimo (os dois), Drummond, Sartre, Camus, Hemingway, Capote, Vargas Llosa, Neruda, Paul Auster, Bandeira, enfim: uma lista infinita. E mulheres, quantas ? Clarice Lispector, Margarite Yourcenar, Simone de Beauvoir, Dorothy Parker, Patrícia Highsmith e mais umas poucas. Um descompasso que começa a ser equilibrado com a chegada de Ailin Aleixo.

“Só os idiotas são felizes” é o seu primeiro livro de ficção e sai pela Geração Editorial. Ailin foi editora da revista Vip, Viagem e Turismo e atualmente é editora especial da revista Playboy. Tudo começou há sete anos atrás quando ela trocou e-mails com Fábio Hernandez, colunista da revista Vip na época. Os dois tornaram-se amigos até que Hernandez pediu a ela que tentasse escrever uma crônica que desse uma noção ao homem sobre o universo feminino. O texto fez tanto sucesso que Ailin não só começou sua coluna “Mulher Honesta” como virou editora da revista, ficando lá por três anos.

Depois de alguns “obstáculos” na vida pessoal, Ailin conseguiu reunir os contos em um livro. “Resolvi agrupar esses contos e empacotá-los com o que havia de comum entre eles: um certo cinismo em relação ao que chamam de felicidade”, explica. “Só os Idiotas são felizes” é também o nome de um dos contos do livro e, talvez, o mais polêmico. Além de ser uma frase de impacto, passa a idéia de que aqueles que possuem menos discernimento e aceitam a vida como é são mais felizes do que aqueles que questionam as coisas. Ailin conclui: “quanto mais referencial, mais questionamento”.

A escritora Gisela Rao disse que “Só os idiotas são felizes” não é um livro e sim uma “bordoada”. Ailin acredita que a “bordoada” é por causa dessa constatação de que as culpas, os erros, os descaminhos são, na maioria das vezes, causados por quem reclama e não por um terceiro ou pelo destino cruel. “A verdade é que criamos o nosso destino e a nossa alegria (ou ausência dela)”, afirma.
E o trabalho de Ailin Aleixo é assim: com um estilo próprio, divertido e por vezes perturbador. Flerta com o otimismo, mas acaba namorando com a poesia dark deprê urbana. Um jeito de escrever que só lendo. E o leitor está convidado: passeie pelas páginas deste livro, e no fim dele concorde conosco: descobrimos uma escritora. E isso não acontece todo dia.

Faça aqui o download dos arquivos relacionados a esse livro:
Capa Visualizar Download
Autor(a) Visualizar Download

Untitled Document
A Bela Adormecida Acordou
Bruna Gasgon
Um livro para as mulheres modernas que querem acordar e assumir o controle de suas vidas.
Segredo Segredíssimo
Odívia Barros
A Geração mais uma vez sai na frente e lança um livro pioneiro e polêmico: uma história para crianças que as ensina a se protegerem contra o abuso sexual infantil.
Cartas Anônimas
Fernando Vita
Em Todavia, pequena cidade baiana, os habitantes trocam cartas anônimas numa trama pitoresca, picante e alucinadora que espanta e diverte.

Titília e Demonão
Paulo Rezzutti
Cartas do Imperador D. Pedro I para a Marquesa de Santos que se imaginavam perdidas foram encontradas num arquivo dos EUA e revelam aspectos inusitados da corte.
Sangue e Entranhas
Richard Hollingham
Na linha do megassucesso A assustadora história da medicina, o autor revela as mais horripilantes histórias dos pioneiros da cirurgia, e ilustrações de casos sensacionais.
Um Amor Exclusivo
Johanna Adorján
Um casal de idosos que se amavam se suicida num domingo. Por quê? Como? A neta investiga essa história real e o resultado é um romance comovente, que faz rir e chorar.
O burocrata e o presidente
Afonso Oliveira de Almeida
Burocrata e escritor talentoso que conhece como ninguém os labirintos burocráticos de Brasília nos diverte com um olhar às vezes afetuoso, às vezes crítico, sobre o governo Lula.
Um Diário para Jordan
Dana Canedy
Antes de dormir, um sargento americano fazia questão de anotar o seu dia no Iraque em um diário. Essa é a única recordação que ficou para o seu filho recém-nascido.

A Mulher dos Sapatos Vermelhos
Carlos Herculano Lopes
O Escritor mostra mais uma vez a sua criatividade e ousadia na criação literária. A obra é uma compilação de 41 crônicas, sobre os mais diversos temas.