Segunda, 23 de Outubro de 2017 | TELEVENDAS: (11) 3256-4444 Busca
INSTITUCIONAL
Quem somos
Entre em contato
Seja nosso autor
CATÁLOGO
Brasileiros
Estrangeiros
Interesse Geral
Infanto-Juvenil
Jardim dos Livros
LIVROS
Por Título
Por Autor
Lista de Preços
ACONTECE
Links
Fotos
Eventos
Leio Geração
IMPRENSA
Release
Geração na Mídia
Banco de Imagens
DOWNLOADS
E-books
Wallpaper
PONTOS DE VENDA
Livrarias/Distribuidores
Cadastro
 

Comunicado à imprensa da LEMON.

11 de outubro de 2006.

Laura Albert, a verdadeira JT LeRoy,
retorna às paginas da revista Lemon.

A controvertida escritora Laura Albert retornou com o seu primeiro artigo a ser publicado desde o alvoroço causado pela notícia de que era ela a autora dos livros publicados sob o pseudônimo de JT LeRoy, que alcançaram tantos louvores e publicidade. (Para obter maiores informações sobre JT LeRoy, visite o site:

www.theparisreview.org/viewmedia.php

Seu artigo, "Judeus de Esquis" aparece no segundo número da revista premiada Lemon, especializada em cultura pop. Nesse artigo, Albert sugere que "o segredo da sobrevivência é a adaptabilidade."

No mesmo exemplar da revista, de forma independente do artigo de Albert, aparece um editorial escrito pelo principal redator de Lemon, Robert Bundy e intitulado: "Sim, Virgínia, JT LeRoy existe", que é reproduzido integralmente abaixo. "Trata-se de uma atualização do clássico editorial jornalístico em favor do Papai Noel, escrito por Francis P. Church em 1897," disse Kevin Grady, o editor principal de Lemon e seu diretor de criatividade. "Ficamos bastante chocados com toda a confusão gerada pela revelação de quem JT LeRoy realmente era."

Albert declarou que Lemon é "um trabalho de amor e uma obra de arte." Lemon é publicada duas vezes por ano e foi criada por Grady e Colin Metcalf, também responsáveis pela publicação GUM sobre arte e projetos, aclamada pela crítica. O número atualmente nas bancas, cujo tema geral é "Espionagem", inclui Andy Warhol, Sonic Youth, Mike Mills, Stefan Sagmeister, Jessica Craig-Martin e outros. Lemon se encontra disponível internacionalmente em Borders, Barnes and Noble, em Tower Records e em outras lojas.

Para mais informações, entre em contato com Kevin Grady pelo telefone 781-254-9432 ou pelo email kevin@lemonland.net. Ou ainda no site da Lemon, www.lemonland.net

_________________________________________



Sim, Virginia, JT LeRoy existe

Página Editorial, Lemon Magazine nº 2

Temos o prazer de responder desta forma proeminente à comunicação transcrita abaixo, expressando ao mesmo tempo nossa grande satisfação por saber que esta e todos os demais leitores que nos questionam de forma semelhante se encontram entre os amigos de Lemon.

Cara Lemon:

Tenho 43 anos de idade. Alguns de meus amiguinhos dizem que JT LeRoy não existe. Papai diz que: "Se aparece no Lemon, é porque existe." Por favor, me contem a verdade, existe mesmo um JT LeRoy? -- Virginia.

Virgínia, seus amiguinhos estão errados. Eles vêm escutando um coro de pretenciosos que calculadamente fingem estar ofendidos, o tipo de gente que tenta espiar dentro das mangas dos mágicos e que se importa mais com as vidas particulares dos Presidentes do que com sua habilidade para governar o país. Essa gente toda foi afetada pelos reality shows da televisão, foi estupidificada pelas entrevistas em que pessoas confessam sua vida íntima e persudida falsamente de que as histórias devem ser autenticadas antes que possam ser aceitas como verdadeiras. As pessoas cujo apetite exige este tipo de vinho foram servidas com artigos ficticios e, apesar de terem estalado os beiços enquanto engoliam tudo, estão agora reclamando aos uivos, porque descobriram que a safra não era aquela em que pensavam.

Sim, Virginia, JT LeRoy existe.

Ele existe porque uma expressão comovedora de saudade, sofrimento, amor e resistência não pode ser desqualificada simplesmente porque surgiu originalmente como uma ficção. Ele existe porque, se as histórias e as palavras ressoam e comovem o leitor, então não tem qualquer importância que a mão que as escreveu tenha resolvido assinar um outro nome. Se esconder a própria identidade invalidasse as verdades emocionais do trabalho de um escritor, então Armandine Dupin, Mary Ann Evans e qualquer outra pessoa que jamais tenha usado um pseudônimo deveria ser exilada para sempre. Ai de nós, como o mundo seria monótono se não houvesse um JT LeRoy!...

Não acreditar que JT LeRoy existe!... É a mesma coisa que não acreditar que as irmãs Brontë existiram! Para aqueles que afirmam que JT LeRoy não existe, eu aconselharia que não entrassem nunca mais em bibliotecas, porque estas se encontram superlotadas de falsidades lindas, nem nas galerias de arte, cujas paredes estão cobertas de quadros a óleo fingindo ser gente viva, nem olhar a arquitetura de prédios ornamentados com Trompe l'Oeil, porque a literalidade de seu pensamento seria perturbada por essas experiências e, que coisa mais triste, eles jamais entenderiam as alegrias de se entregarem a deliciosas ilusões...

Não existe JT LeRoy? Graças a Deus ele está vivo e vai viver para sempre, escrevendo constantemente, falando de gente importante e, segundo esperamos, mantendo-se afastado das drogas... Esta pode parecer uma velha analogia, Virginia, mas você se lembra de quando acreditava no Papai Noel? Quando você descobriu que o Papai Noel era um mito, você repreendeu seus pais por lhe contarem essa história e os odiou para sempre desde então? Ou quem sabe, recordando o passado, você percebeu que havia adorado o passeio de trenó enquanto durou?

Feliz Dia das Bruxas e Feliz Aniversário, JT!

2006 Lemon Magazine / Robert Bundy

_________________________________________


Versões em alta resolução das fotos anexas se acham disponíveis mediante solicitação.

Kevin Grady
Editor Principal e Diretor de Criatividade

LEMON 37
Fox Lane / Concord, Massachusetts 01742
telefone 781-254-9432
email kevin@lemonland.net
sites www.lemonland.net / www.gumworld.com

_________________________________________


Saiba mais sobre os livros de J.T Leroy publicados pela Geração:


Quando JT LeRoy surgiu com este primeiro livro, aos 20 anos de idade, foi um espanto. Jovem, genial e tão esquisito quanto JD Salinger, ele foi logo traduzido em vários idiomas e adotado por personalidades tão díspares quanto Madonna e o cineasta Gus Van Sant ( Leia mais... )



”Maldito Coração” contém os primeiros textos, que se afirmava serem autobiográficos, do estranho autor norte-americano JT LeRoy, que se apresentava no jet set internacional como uma figura andrógina e perturbadora, amigo e parceiro de personalidades tão Díspares quanto Madonna, o cineasta Gus Van Sant e alguns ícones da moda. No momento em que o mundo se surpreende com a revelação de que LeRoy não existe – a verdadeira autora se chama Laura Albert e a pessoa que ( Leia mais...)

Brasil Analfabetizado
Três em cada quatro brasileiros estão entre os analfabetos funcionais. Mas o que é isso?
Um papo sobre criatividade
O que Van Gogh, Poe, Picasso, Millôr, Jung e outros criativos têm a dizer a respeito?
A história do livro no Brasil
Uma entrevista com Laurence Hallewell, autor do clássico O Livro no Brasil.
Claros Enigmas
Antes de morrer, Carlos Drummond de Andrade, que não gostava de ser entrevistado, falou com nosso editor.
Meu caso de amor com Caio Fernando Abreu
O editor da Geração revela os comoventes bastidores de uma relação secreta, de amor e ódio
Viva Cacilda Becker
O maior mito dos palcos nacionais, tem sido também um grande enigma para a maioria dos brasileiros que cresceram de fins dos anos 60 para cá.