Segunda, 23 de Outubro de 2017 | TELEVENDAS: (11) 3256-4444 Busca
INSTITUCIONAL
Quem somos
Entre em contato
Seja nosso autor
CATÁLOGO
Brasileiros
Estrangeiros
Interesse Geral
Infanto-Juvenil
Jardim dos Livros
LIVROS
Por Título
Por Autor
Lista de Preços
ACONTECE
Links
Fotos
Eventos
Leio Geração
IMPRENSA
Release
Geração na Mídia
Banco de Imagens
DOWNLOADS
E-books
Wallpaper
PONTOS DE VENDA
Livrarias/Distribuidores
Cadastro
 
Porto, 25 de maio de 1977


Emediato, brother/hermano:

(...)

Emediato, ontem recebi uma carta do Jeferson que me grilou. Ele fala uma porção de coisas desagradáveis sobre o Julio, parece que ficou muito grilado pro termos – eu, você e Julio – nos isolado um pouco dele, então veio com historinhas meio sujas, que me fizeram tomar três quartos de uma garrafa de conhaque – “pedras” – caetano – no fundo do azul” – e escrever uma carta violentíssima. Que – claro, – acabei não mandando. Não fale disso a ele, tô sõ desafogando com você: eu não gosto de tramas, fofocas, não gosto da sensação de que querem me envolver num negócio meio baixo. Vade Retro.

(...)

Ô , minino, eu já tô com uma sôdade enorme, você e Julio TÊM que vir em junho, senão terão que me mandar maçãs e fotonovelas, pelo reembolso postal, para a clínica psiquiátrica onde serei internado – de pura carência.

(...)

Emediato, cê já tem fãs aqui em PA – em breve ficarão conhecidas como as “Emediatetes”, tua foto fez sucesso, tuas declarações idem. Prevejo você descendo no aeroporto escoltado por mil policiais e raparigas frenéticas se espatifando por um cacho dos teus cabelos. Me ajude a convencer o Jeferson a fazer o lançamento (N. da R. – lançamento do livro Histórias de um Novo Tempo, editora Codecri) aqui. Cê pode ficar na minha casa nova, que é p’q’nina e formosa, cheia de plantas e cores, com duas pessoas bonitas, Sandra e Gui, com quem enfrentei barras & barras em London, London.

Tarde, tarde. Uma e meia. Quero ainda escrever prô Julio. Me escreve logo. Guto e Luiz Artur também mandam abraços. Até . Seu

Caio

Brasil Analfabetizado
Três em cada quatro brasileiros estão entre os analfabetos funcionais. Mas o que é isso?
Um papo sobre criatividade
O que Van Gogh, Poe, Picasso, Millôr, Jung e outros criativos têm a dizer a respeito?
A história do livro no Brasil
Uma entrevista com Laurence Hallewell, autor do clássico O Livro no Brasil.
Claros Enigmas
Antes de morrer, Carlos Drummond de Andrade, que não gostava de ser entrevistado, falou com nosso editor.
Meu caso de amor com Caio Fernando Abreu
O editor da Geração revela os comoventes bastidores de uma relação secreta, de amor e ódio
Viva Cacilda Becker
O maior mito dos palcos nacionais, tem sido também um grande enigma para a maioria dos brasileiros que cresceram de fins dos anos 60 para cá.